sexta-feira, 16 de julho de 2010

Estou sozinha (sem marido) há uma semana e um dia e, anteontem (quando ainda nem uma semana tinha passado), não consegui resistir: pedi à minha mãe que viesse cá passar o fim-de-semana, porque a perspectiva de passar o fim da tarde de hoje e o dia todo de amanhã sozinha com o miúdo me parecia insuportável. Mais porque acho que lhe faz bem ver outra cara que não a minha do que pela ajuda. Ela ficou de dizer alguma coisa. Fiquei com medo que ela dissesse que não. Ligou agora a dizer que estava a caminho e eu fiquei com medo de a ter deixado um bocado alarmada com o meu medo - ainda que não lhe tivesse dito que estava com medo. So perguntei se queria vir, que estávamos sozinhos, mas disse como quem diz "podias vir, estamos a precisar". A minha mãe não é mãe de me fazer as vontades, por isso estranho quando ela faz. Estou preocupada porque acho que ela está preocupada comigo e também não é caso para tanto. A minha cabeça está a dar um nó.

1 comentário:

Rita C disse...

As vezes tb tenho de ficar sozinha com os miudos e tb sou armada em forte... mas há alturas em que nao aguento e pergunto como quem nao quer a coisa se querem ficar para jantar cmg... a minha mae, q esta habituada à minha independencia, fica logo de pulga atrás da orelha... toda preocupada... às vezes so queremos é sentir um minuto de sossego não é?