quinta-feira, 22 de julho de 2010

Tenho saudades

das noites de sono profundo e descansado das férias, de chegar à cama e apagar, de não passar a noite a dormir ao mesmo tempo que dou voltas na cama às voltas com os pensamentos que não consigo resolver durante o dia (não é nada de especialmente profundo, o meu problema é mesmo o dia-a-dia: o trabalho, o joão, a roupa para passar, a casa para arrumar, ir ao supermercado, ir à consulta, o que vou fazer para o jantar, esta semana não consigo encaixar a depilação em lado nenhum, no próximo mês também quero ir ao cabeleireiro, e ainda quero ter tempo para nós). A minha cabeça é uma agenda a tentar organizar-se a si própria, de dia e de noite.

3 comentários:

Rita C disse...

Tb tenho saudades... mas a nossa vida muda tanto dps de sermos mães...

PS: Acho que sem querer apaguei o teu comment lá no meu xiringuito... :( sorry, se quiseres repete...

Anónimo disse...

como compreendo. também me sinto assim. nunca me livro da agenda, saio do trabalho a pensar nas rotinas da casa e adormeço a pensar no que ficou pendurado na secretária.ainda acordo de noite com a impressão que se está a mexer na cama, estou no sofá e parece-me ouvir a chamar no quarto... nunca mais estamos sós. é o trabalho, as panelas, as roupas, a casa, o marido, os filhos... ter tempo para ir ao cabeleireiro é quase um luxo e conseguir ler um livro por lazer é quase uma ilusão. não vos conheço mas parece que afinal, ao contrário do que penso muitas vezes, não é só a minha vida que é uma correria...

dora disse...

it´s a mother´s world...