quarta-feira, 20 de abril de 2011

O que é que vocês mudavam no mercado de trabalho, no vosso emprego, nos vossos patrões, nas vossas vidas?

O dia 28 de abril é para assinalar na agenda (a ver se não me esqueço): esta senhora vai assumir a coordenação daquilo que pode vir a ser uma revolução (basta querermos - estamos aqui, estamos quase a transformarmo-nos numa segunda geração à rasca). A propósito disto e disto, temos andado a discutir coisas de mães a tempo inteiro, trabalhos a tempo parcial e trabalho não remunerado. Está na hora de nos centrarmos no mercado de trabalho - qual seria o indicado às nossas necessidades de mulheres e homens e de mães e pais trabalhadores? Todos os contributos são bem vindos. Façam o favor de participar.

3 comentários:

Anónimo disse...

temos filhos mas isso não quer dizer que tenhamos que abdicar da nossa profissão! se houvesse esta abertura por parte das empresas para soluções de trabalho flexivel/em tempo parcial haveria beneficios para todos. parabéns, alinho nesta luta! filipa

Joana disse...

A mim preocupa-me as Associações de Pais terem na agenda reivindicações que passam por ter ATL aberto até mais tarde em vez de reivindicar horários decentes, tempo parcial, etc. junto das entidades empregadoras.

Acho que nem nós, pais, procuramos as mesmas soluções.

charlote disse...

ora aí está, joana, ora aí está...